sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Legislativas 2015: JPP



Aqui está um partido com elevado potencial! Desde logo o nome remete para...vinho um tanto ou quanto rasca. Oh Xilba, manda lá bir um JP. Pode ser 'eskinho, kisso é uma zurrapa de kalker maneira. É de facto um partido que apela à proximidade, ao conforto do que é familiar.

Ainda no âmbito da sigla, veja-se que toda a gente conhece um JP. É aquele gajo que é primo do coiso e que a gente não vê há uma série de tempo. Opá, e o tê primo, o JP? Há ca tempos que não sei desse magano. Lá vai na mesma, como sempre. Está bem que há maijum P, que aparentemente não serve para nada. A menos que se esteja nos Alpes a chamar o moço: Oh JP...P...P...P...olha a avalancheee...eee...ee...e... fuoood...oo...o...

Mas o JPP é muito mais que jogos estúpidos de palavras. Existe uma bestial identificação com o próprio País. Desde logo, trata-se de uma iniciativa de âmbito familiar. A modos que uma micro-empresa, vá. Os órgãos sociais são compostos por Filipe Sousa, Presidente, e Élvio...errr...Sousa, Secretário-Geral. A composição minimalista da coisa é louvável, claro, e o facto de serem irmãos ajuda a uma tomada de decisão mais rápida. Pá, vais almoçar à velhota no domingo? Ya, devo ir, não tenho nenhuma desculpa fixe. Então logo vemos aquilo dos impostos e tal. Tábem, mas só se for borrego assado.

O JPP nasce de um movimento de cidadãos na Madeira, com resultados relevantes nas eleições da região. E agora passa a partido. Segundo o seu Presidente, isto de serem um partido não lhe agrada assim tanto, mas tinha que ser. E porque tinha? Porque de outra maneira não dava pa meter ao bolso o subsídio. Como em qualquer das nossas famílias, lá temos que gramar umas estuchas para botar comida na mesa.


in jpp.pt
Não se pense, however, que estamos perante um partido regional. Nada disso. O JPP concorre aos 14 círculos eleitorais. E está ativo por tódólado. Por exemplos, aqui fica um testemunho fotográfico do "jantar-debate" do passado dia 18 de setembro no Porto, no Café Vitória. Seguido de périplo pelas ruas da Imbicta. Pela imagem, diríamos que marcaram mesa para 10 e apareceram só 8. Mas já se sabe, nestas tainadas há sempre uns que se cortam em cima da hora. Ah e tal, que a minha tia Alzira ficou entrevada subitamente. Qual Alzira, a mãe do JP? Isso mesmo! Ai coitada. 

Digam lá que não parece mesmo, mesmo um jantar da malta? E seguido de périplo? À noite? A uma sexta-feira? Sem crianças? Aaaaaaaaahhhhhh, tou a ber o tipo de périplo. Peraí que também vou periplar amais bocês. Só me está a fazer espécie o ratio gajas/gajos. E porque é que a de branco não teve direito à bela camisola? Não chegaram a tempo? Foi o Noray que gamou!

O conteúdo programático do JPP é o que sabemos. Sim, isso mesmo, toda a gente vai receber mais e pagar menos e isso tudo. Não ficam a dever nada aojôtros todos e inovam pelo sotaque. Parece sempre que é o Alberto João a falar e uma pessoa tem vontade de rir. Não magoa e diverte, portantos. 

Mas... arranjaram uma carrinha! Afinal, o que é um bando de amigos sem uma carrinha? Palhaçada à parte, aqui está uma bela ideia. Com tanto político de referência a falar de proximidade com o cidadão, ponham ojolhos no JPP e façam-se à estrada! Que é como quem diz, façam-se à vida! Chulos!

Não sei não, Carmelindinha. Agora que me deixaste na mão, se calhar dou um toque ao JP. Tinha uma amiga bem boa, o JP. Ao tempo que não vejo esse gajo.

...

Grande Questão Existencial: Será boa a francesinha do Café Vitória? O careca e o gajo do capachinho a la Câmara Pereira limparam-na toda. É bom sinal...

9 comentários:


  1. o que gosto mais da foto é que se privilegia uma salada semi-nova (porque já foi comida) em detrimento da pessoa que está de pé a segurar na bandeira. ser trocado/ver cortada a cabeça por uma salada não é "juntos pelo povo", caramba :)

    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tresanda a sabotagem pelo PAN! :)
      Ou coligação...

      Eliminar
  2. Eh pá, agora fiquei indecisa! E ficar indecisa na antevéspera das eleições é mau, muito mau! Eu já estava toda pela Carmelinda (quero lá saber se não aparece no boletim, posso sempre acrescentar à mão!), mas estes moços também me parecem muito interessantes.

    Pra começo de cumbersa, gosto de francesinhas e périplos à noite pelas ruas do Porto; e uma carrinha dá sempre jeito quando uma pessoa precisa de fazer mudanças ou levar um bando de miúdos ao cinema, no aniversário da mainova. A cena de cortar a cabeça a alguém nas fotos também me apela ao coração, faz-me lembrar a cara-metade...

    Não sei... digo já que se fossem açoreanos em vez de madeirenses não pensava duas vezes: nada como ouvir um programa eleitoral sem perceber uma só palavra. Depois ninguém se chateia se não cumprirem, sabe-se lá se eles disseram que faziam e desfizeram ou se fizeram o que disseram que não fariam!

    E assim se estraga um fim de semana, quando tudo estava tão bem decidido. Aperta tudo pra trás.

    Aviso já, sô Silva, que é pouco provável que me veja aqui na tasca até domingo: isto requererá uma reclusão e uma meditação muito profundas! Deixe-me ajeitar ali a almofada e puxar as orelhas aos lençóis pra me preparar para esta árdua tarefa. Com licença!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pracaso deves, deves. Ca kantidade de loiça que aí há, devesdir meditar, sim, sim. Inventais pouco, inventais.

      Eliminar


  3. coligação com a 'company', certo? :)

    abr@ço forte
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PAN - Pessoas Animais e Natureza! É mesmo um partido. Diz que gramam de cenas verdes. Legumes e assim... :)

      Eliminar

  4. soube hoje dessa... cena muito vegan e tal e coiso ;)
    eu sou mais pans&company. ou coxinhas com muito PANs. ou será POUS? :)

    abr@ço
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
  5. Raios, só tomei conhecimento pós eleições!... Safou-se o PAN!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, não se arrelie. Não deve demorar muito para a reprise do ato eleitoral... Quão desesperado tem que estar um gajo para votar num tipo que aparece em cartazes com um gato ao colo? :) Se o gajo não levar o gato amais o casal de cães para o Parlamento, não é PAN não é nada!
      Abc

      Eliminar