sexta-feira, 28 de agosto de 2015

O 10 no armário




Se me desse para ser, mesmo sem ninguém ter pedido e menos ainda querer saber disso para pataco, uma espécie de newsletter resumo do que aparentemente se consensualizou, ou convencionou, que são as necessidades do plantel azul e branco de momento, escreveria qualquer coisa próxima de: Centralreferência + lateralesquerdàmaneira + extremàséria e, above all, com a urgência de um adolescente perante um par de mamas, um médiocriativo10.

Leio nomes que desconheço pelas caixas de comentários das páginas desportivas da Ciberlândia, - a última versão de FM que joguei era de 1833, no auge das Guerras Liberais - na Bluegosfera há um sentido mais elevado de responsabilidade - e um escalão etário por certo mais avançado - mas encontro os mesmos buracos com tampas diferentes; os comentadores - incluindo uma nova e toda catita classe: os especialistas em transferências, cristomacuda! - estão, eles também, de acordo: falta isto tudo e mais o 10. Se não houver mais nada, que haja o 10. Com ele, o Danilo nunca terá saído, o Jackson continuará a marcar por nós, o Alex volta a duplo trote de Turim e o Oliver... Não, o Oliver não. O Oliver é o que abre a Caixa de Pandora de todos os nossos sonhos molhados. O par de mamas, portanto.

Eu de bola percebo pouco. Sou mais dado ao disparate e ao palavrão do que à análise tática da coisa. Espanto-me com a capacidade abismal dos Luis Freitas Coisos desta vida de dizerem um monte de palavras seguidas e haver muito quem consiga retirar delas sentido. Continuam a parecer-me Gabriel Alves wannabe, mas na versão 2.0 - a que nem graça tem porque não diz aforçadatécnica vs atécnicadaforça. Ainda assim, de tanto ouvir a lengalenga do 10, pus-me a pensar nele. Nesse Deco dos tempos modernos que evolucionará um plantel fraquinho numa equipa de meter medo. Enfim, deu-me para tentar imaginar qual seria o meu par de mamas, salvo seja.

E a bem dizer isto nem é nada complicado. Para mim, o FCP procura construir uma equipa para Badajoz, não para Elvas. Embora este ano já tenha tido tempo para perceber que existem necessidades diferentes de cada lado da fronteira. Do lado de cá há Maritimos. Quero eu dizer que cá pela Lusitânia temos que ser mais Wagner e menos Schubert. Temos que carregar como valquírias, perante um bando de gajos que, na maior parte do tempo, está barricado lá atrás.

Ora, malta desta deixa pouco que fazer aos Ikers e seus pagens. Então se estivermos sustentados em dois embondeiros no meio do campo, o terceiro tipo até pode pensar quase exclusivamente em atacar. Se não me foge a memória, temos por aí um rapazito Colombiano que pode muito bem tratar disso. Se julgarem preferivel acrescentar mais alguma intensidade e até rigor tático, mas com umas caneladas a despropósito pelo meio, há aí na dispensa aquele moço dos 30 milhões. Arte pura, e só isso; ou criatividade mais cerebral, posse e passe. Em ambos os casos, uma ou outra bomba cá de trás para agitar as trincheiras.

De Badajoz em diante, estamos conversados: É solidez, intensidade, alas para que te quero e muita, muita e ainda mais bola, num jogo de equilíbrios, sem nunca partir. E para isso está a ser trabalhado o trio que é um quinteto: Danilo, Imbula, Herrera, Ruben, André. Dependendo dos jogos, algum dos outros poderá dar uma perninha nestes palcos de gente crescida. A menos que por ai venha o... Deco... Hmmm triplas mamas!

...

- Oh Silva, é um pardemamas faxabor.

- É um segundinho. Vou ali buscá-las ao armário dos 10.


19 comentários:

  1. Fantástico. Refrescante. Sublime.

    De facto, também sou dos que julga que precisamos de um mamaçal de qualidade. Mas atenção: há mamas grandes e grandes mamas. A ver se nos calha o segundo.

    Mais uma bela iguaria da casa.

    Abraço, Silva.

    Continue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Drax. Um calcanhar e a ocasional trivela fazem sempre falta ;)
      Abraço

      Eliminar
  2. Amigo Silva

    Em 1987, ano mágico, como alguns pardemamas, o mais parecido que tínhamos com um 10 era:
    http://www.foradejogo.net/player.php?player=196503050001
    e toda a gente sabe como acabou, o miúdo de camisola às riscas (sim, nessa altura era um miúdo por estrear) a lambuzar-se ao som de um pardemamas da época.
    https://www.youtube.com/watch?v=9Mz5Q5AxFeg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enoooorrrmes seios! As mamas. O miúdo foi só um par de marmelos jeitoso. :)

      Eliminar

  3. miúdo=fcp sem títulos na europa (por estrear, portanto).
    hoje: 2 abou + 1 maxi + 2 do 10, que não o osvaldo mas o da posição, (cincazero, portanto).
    já agora por falar em 10:
    https://www.youtube.com/watch?v=7xXp_XJzgC4

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, pois. Belo par nesse caso :)
      E quase que acertava, por um pintelho pa... ;)

      Eliminar
  4. Colombiano parece que já não sobra nenhum, pelo que se leu hoje... Diz que no habla un castellanio correctio...

    E de Badajoz em diante, que o señor nos livre de ser só tecnicadaforça, porque nos oitavos já nos podem voltar a sair os papões e é disso que eles mais gostam, um par delas bem rijinho, para ter onde agarrar enquanto procedem à atracagem a ré....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, parece que procedemos a uma mastectomia :) Tranquilo quanto à Europa, não será fácil para ninguém ganhar-nos. E já agora, só para clarificar, o Chelsea é um papão. Isso de dar por certo que os oitavos são favas contadas é uma bela maneira de poder desancar ou retirar mérito. Nana, chegar aos oitavos é o objetivo. Dai para a frente vai de bom a orgasmo!

      Eliminar
    2. Temo que o caro ainda não tenha percebido o meu modo de pensar e actuar.

      Eu não planeio antecipadamente para desancar mais à frente. E Lopetegui é apenas mais um treinador que passará pelo clube, como tantos outros antes e depois dele. Portanto, não centremos a foco nele mais do que o necessário, concorda?

      Eu sou é do Porto e como tal, perante este grupo, só posso admitir a passagem aos oitavos como objectivo a cumprir. Não são nunca favas contadas, mas ao segundo lugar estamos obrigados, pelo plantel e pela história.

      Eliminar
    3. De acordo quanto ao grupo: acessível, não fácil. Não passar seria um fracasso. No entanto, chegar aos oitavos será, ainda assim, uma vitória. Eu já vi muito Apoel...
      Nenhuma dúvida quanto só seu portismo, era o que faltava. Mas discordaremos uma série de vezes. O que está longe de ser mau. E sei que concorda :)
      Abc

      Eliminar
  5. De regresso de férias e dou de caras com o nosso 10.
    Só podia ser na tasca do sr. Silva :)

    Vou por a leitura em dia ;)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nota-se logo pelo bronze :)
      Welcome back meu caro.
      Abc

      Eliminar
  6. bom dia, ó Silba !

    Algumas máximas desse nobo portismo emergente:

    - o Lopestegui num bê um caralho de bola;
    - o Imbula não bale 2 finos;
    - o Herrera é feio;
    - o Pintão só quer deixar um bom testamento à Nanda;
    - o Antero é lampião;
    - o treinador só contrata espanhóis (ah, esta já não dá...)
    - o grupo da xampes é mais fácil do que o torneio d'Odemira para veteranos;
    - um bom portista é aquele que tem uma capacidade d'assobiar permanente, lê a abolha e todo o jornaliLixo made in marruecos, assim como assiste religiosamente a todas as eucaristias bolsadas nas telebisões nortenhas como a sic(k), a têbê-i e demais luas adjacentes !

    Cada vez tenho mais nojo (sim, nojo) dos que se dizem nossos...

    Abraço deste que o considera,

    Arnaldo Peles

    ResponderEliminar
  7. É irritante pois! Mas no fim do dia, o mais importante é que estejam lá connosco na avenida, de cachecol, a festejar. Era bom sinal!
    Um abraço. Não deixe de aparecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, e deixe o nosso grande Timoneiro fechar as janelas (qu'esse malfadado dia seja depois do raiar do século XXII) e vai ver a chusma d'arruaceiros e de defensores d'uma pátria invertida que nos irão aparecer, qual cavaleiro da irmandade Olibeirinha....

      Eliminar
    2. Isso é certo. Mas confio que entre duas palmadas na Fernanda e uma reunião com o Julen, o homem tenha tempo para preparar esse dia. Acho que está a ser trabalhado. Mas vai ser cá um foguetório, ui...

      Eliminar
  8. Pois....ó Silva. Você até lhes pode afagar a bílis qu'eu compreendo-o e louvo-o por tal. Mas não é meu timbre pactuar com hipocrisias. Uma equipa à 3ª jornada, a ganhar - mesmo não estando a jogar 30% do que é capaz - e a ser constantemente apupada....pelos (ditos) seus?! Aos vinte minutos de jogo?! Exigência, sim. Demência, não !

    Abraço e...
    Viva o Futebol Clube do Porto

    Arnaldo Peles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se esqueça que há assobios que já vão preparados de casa. Não importa o resultado e, se preciso for, nem a exibição. Em alguma altura o Maicon vai passar ao Marcano ou o Herrera vai passar à linha lateral. Pumbas, aí estão eles mas suas sete quintas. Mas não são assim tantos, não são não. Nem merecem toda a importância que lhes damos. A começar por mim! Mas irritam-me!

      Eliminar