segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Um pedido de ajuda à freguesia e um momento fofo



Eu tenho um problema com a minha opinião: Não consigo calá-la. Sei que é um problema porque, às vezes, até eu penso que mais valia que estivesse caladinha. A opinião. Mas não está, é uma tagarela. E tem a mania que tem sempre razão. Tão irritante.

Pessoas como eu, mas em mais feio, são bestialmente chatas. Opinam sobre tudo e mais os tomates do mudo. Se for preciso, citam estudos que ninguém conhece e datas impossíveis de decorar, em beneficio da sua tese acerca da influência do raio laser no crescimento da Acacia Dealbata. Toparam o latim? É mesmo à cagão, dass! São assim uma espécie de Marcelo, mas com horas de sono de gente maijómenos normal. Tão irritantes que somos.

Confesso que senti um certo alivio quando despediram o Lopetegui. Porque pensei que podia, finalmente, fazer parte da vasta maioria que cerraria fileiras. Sim, que isto de estar sozinho contra o vento é giro - e as garinas gostam - mas cansa. E as chavalas acabam sempre por abrir as pernocas é ao gajo com as mamas maiores. Sim, sim, peitorais das flexões e lérias. Lá por serem rijas, não deixam de ser mamas. Olha que lata, têm men boobs, têm sim senhor. Inchem! 

Pumbas, aí vão eles para o chão. Eu disse inchem, não disse encham. Burros que dói, os mamalhudos. Invejosos são os vossos tios. Panascas pá!

Compreendem, espero eu, a minha relativa desilusão quando, animado deste espírito por uma vez de manada, dou comigo cheio de comichão por não perceber patavina do que é, aparentemente, a nova corrente dominante azul e branca: A culpa é do Pinto da Costa. 

Desde logo, soa-me a dejavu. Parece que já ouvi isto em qualquer lado. Vocês não? Acho que foi por ocasião do enésimo fracasso nas conversações entre Israelitas e Palestinianos: Blame it on Chick of the Back. Fuck it.

Bem sei que me ponho com histórias sem interesse nenhum. Depois dá o tédio às pessoas e mudam de blogue e não chegam à parte que era mesmo, mesmo, mesmo importante.

- Ké'ajmamach, poijé Xilva? - Haja alguém atento. Obrigado Berto.

Numa tentativa - ainda que vã, repare-se que já vamos no oitavo parágrafo - de obviar a esta questão, em vez de emitir a minha opinião, hoje peço apenas que me esclareçam algumas coisinhas:


  1. Ontem, o árbitro anulou um golo limpo ao FCP que mudaria por completo o jogo. Estou disponível para insultar o presidente do Clube e da SAD por isto, mas preciso de perceber porquê. É porquê?
  2. No inicio da época tínhamos um belo plantel. Ou não tínhamos? Ainda não está muito claro para mim se acham que sim ou que não. Eu disse que sim. E mantenho. Mas parece que não. Ou sim. Tínhamos? Ou é melhor assobiar já o próximo jogo?
  3. Onde deveria o NGP aparecer amiúde para desmascarar a roubalheira que por aí vai e que nos tem impedido de ganhar? Ou não tem? Tem? Se tem, a culpa dele é não pagar mais que os outros? Ou não aparecer a apontar o dedo? E aparecer onde? A assobiar ou em verso?
  4. Estamos a saque? Entregues às negociatas do filho pródigo? O que se prova pelo erro do Maicon ontem? Caso não seja por isso, está onde a prova? O indício, vá.
  5. Ou estamos antes encomendados à Doyen? Ou somos uma gaja em condições e vamos prá cama com quem nos dá na real gana? E o que ganha PdC com isso? Campeonatos não tem sido.
  6. Em 30 anos o FCP ganhou mais do que nas décadas anteriores todas juntas. Fez-se um grande da Europa e do Mundo, às vezes até de Portugal. Com PdC. Porque é que 3 anos são mais significativos que 30?
  7. PdC está velho, senil e sem vontade? Deve sair? Não vale responder "Não, mas...", nem "Sim, porém...". Sim? Não? Vão votar? Em quem?
  8. Poderá ser - mera hipótese académica para fecharmos isto num numero par - que as opiniões mudem se, por alguma arte mágica - como por exemplo não substituir o Brahimi quando ele está a jogar bem - ganharmos no galinheiro e depois aos lagartitos do Campo Grande e a todos os que aparecerem pelo meio, incluindo Nazis?
Apesar da minha irreprimível tendência para a palhaçada, acreditem que estou de alma aberta. Mudo de opinião no momento em que as respostas me convencerem a fazê-lo. Até lá, vão dar banho ao cão.

- Majalguem lhe pediu a opinião, tasqueiro? Shhh, cale-se que eu digo: Ninguém!

- Eu dou na mesma. Sou um mãos largas.

...

Porque em muito tasco bom se optou por não falar do jogo de ontem - go figure - recordo que na Tasca deu na televisão. E eu vi.

Já agora, se eu fosse Presidente - e devia ser! - despedia o primeiro que me viesse com a história de "ah e tal, preparar a próxima época, não ser humilhado com os lamps, ver se levamos menos de 6 na Alemanha". 

Isto é o FCP, caralho! A próxima época é tão importante como as 100 anteriores. É esta que interessa. Entendidos? Vamos lá mazé bulir, em vez de se darem ares superiores e imaculados de qualquer culpa, com a esfarrapada desculpa de que é preciso fazer reset. Na minha terra, isso chama-se preguiça.

Por fim, e para que seja supremamente irritante, provo-vos - aqui e aqui - que sempre que me parece adequado, na Tasca se diz Não, Presidente! Há alguma coisa mais irritante do que ficar restringido ao fantástico argumento "Oh, este gajo é parvo, nem vale a pena dizer nada"? Não há. Ai ca nervos que deve dar.

...

O momento fofo: 

Maicon, simpatizo com o período difícil por que estás a passar, imagino eu. Acho que não deves ter nenhuma vergonha em procurar ajuda especializada. Sei que gostas e respeitas o FCP e isso deve pesar no nosso julgamento. És um dos nossos. Como eu. E o teu lugar é ao meu lado: Na bancada. Percebido? Agora põe-te nas putas, ohfaxabor. 


14 comentários:


  1. só para afirmar que és «uma espécie de Marcelo» que dá gosto ler. e que sou um priBilegiado pela tua Amizade.
    e mais não escrevo...

    abr@ço
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O privilégio é meu. Pronto, é nosso :)
      E obrigado Lima. Abraço.

      Eliminar
  2. Ia começar diferente, mas ler o comentário do Miguel levou-me a isto: o tasqueiro é de facto como o Marcelo - vive assombrado pelas suas dúvidas e contradições e tem a elasticidade de uma minhoca do circo de Pequim. Tau, logo a matar, como o cabeça de giz antes da cagada final...

    Voltando ao começo planeado, agardecido pelos sorrisos arrancados a ferros e pelas 30 que já enchi entretanto.

    Avançando para as respostas, e já sem palhaçada:

    1 - Por aceitar passivamente e com sorrisos a sodomização a que temos vindo a ser sujeitos por este trupe

    2 - Não, não tínhamos. Desiquilibrado e sem alternativas em várias posições. Piorou em janeiro sem que nada tivesse sido feito.

    3 - Quem sou eu para querer ensinar ao mestre dos mestres onde e quando aparecer na defesa do clube...

    4 - Estamos. As provas são documentais. Havendo vontade, é fácil de encontrar. Não quer acreditar neles? OK, está no seu direito... mas existem.

    5 - Estamos (caso não saiba, o Xaninho assiste a metade dos jogos no camarote da Doyen, a outra metade no presidencial - é sócio de tudo quanto reluz, o rapazote).

    6 - Porque são as 3 últimas. E porque nas 27 anteriores, tivemos nas mais recentes muitos indícios daquilo que hoje já é inegável.

    7 - O problema não é PdC, mas a falta de alternativas em quem votar.

    8 - Poderá ser, mas não comigo. Mas disso já sabia o tasqueiro antes de servir o segundo copo.

    Urge discutir o clube com seriedade, longe do voyerismo da net. Disponível?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa da elasticidade não é nova. Já uma amiga de uma prima minha a gabava. À elasticidade, não à minhoca. Bem! 'Ospois, gaba-te cesto, deve ser moço para ter boobs, majé as da Joan Collins. Depois do falecimento. Tau :)
      Agora a sério:
      1. Não me parece que aceite. Veja-se a "guerra" à FPF, bastas vezes criticada aliás. Afinal, é lá que está a arbitragem. Certo?
      2. Aceito. Mas acho que é um pedacinho esfarrapado. Temos gente para mais. E bastante melhor.
      3. Nananana, isso é uma não resposta.
      4. Aí, alto! Se sim, serei o primeiro a mandar a casa abaixo. Não escolho não acreditar, embora pudesse. Mas não basta o que um tio do primo da mulher ouviu numa esplanada em Olivença. Ok?
      5. Ficaria triste e muito desiludido. Sobretudo se a resposta à segunda parte da questão fosse "dinheiro".
      6. Não chega serem as últimas. É preciso acreditar que não existe capacidade para se fazer o trabalho na média. Na elevadíssima média do ciclo completo. A mim parece-me que existe.
      7. Lérias! Se as suas respostas estiverem corretas, PdC É o problema. Pelo menos, é UM. E seria imprescindivel resolvê-lo. Para melhor, claro.
      8. Sim, sabia.
      Sempre disponível, naturalmente. Não sei é o que é que poderia aportar a essa discussão, para além da visão simples e, provavelmente, simplista de um mero adepto. Mas caramba, disponível.
      Por fim, obrigado Lápis. Por ter respondido. Era, e é, um pedido honesto de esclarecimento.

      Eliminar
  3. 1. Porque não reage, em sede da FDP DA TELEVISÃO DO CLUBE e DE IMEDIATO, com veemência, à coisa.

    2. Não. Não tínhamos. Não tínhamos Capitania, não tínhamos continuidade, não tínhamos estabilidade, não tínhamos as pontas soltas tratadas - sim, um central a mais do que 3, por exemplo, investimos as fichas num desconhecido, e não demos uma real alternativa ao Abou. Sempre o disse, e o digo, e direi.

    3. Não é amiúde, que nós não somos o sportem. No Porto Canal, como quando abanou o lago todo a falar... do Carrillo. Mas a tenpo, porquw 2016 tem o tempus fugit bem presente (eu na cagada como osted).

    4. Estamos a saque sim, porque as melhores contratações que fizemos são as mais baratas. E este Clube é feito de colectivo. Não precisamos de estrelas principescamente pagas. Precisamos de entrega. O Maicon não tem a ver com isto.

    5. Sim. Ponto anterior. Mas não só à Doyen.

    6. Porque são os anos em que ele desistiu. Mas são 5, não 3. Depois de AVB, foi destruindo o seu maior capital: O Ser Portista do seu plantel. Corolario na saída do Lucho.

    7. Sim. Deve. Chega. Em branco. Ou num outro projecto, com outra proposta. Se nela acreditar.

    8. Como com VP, o problema do FC Porto não desapareceu com o momento K....

    Abraçom cheio de amizade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Primeiro, obrigado pelas respostas Jorge. Vamos a elas:
      1. Mais valia tornarmos aquilo na TV da Venezuela. 100% de emissão com o presidente a falar. E não sei se chegava para tratar a flha da putice inteira. Não acho que sirva para alguma coisa e muito menos que a TV do Clube sirva para isso. Mas é opinião, claro.
      2. Não partilhavas pois o meu entusiasmo com o plantel? Não tinhas nenhuma fé no Osvaldo? Não te pareceu bem ter espaço para o Lichnocoiso?
      3. No tempo certo, estou de acordo. Se no porto Canal, tenho as minhas duvidas. Mas muito pouco frequentemente.
      4. Mas parece que tem. Porque se estamos a saque, é porque se montou durante anos e anos um esquema porreiro para sacar guita ao clube. Não foi ontem, seguramente. E parece que a malta se lembra...quando o Maicon maicona. Por outro lado, não esperavas mais do Imbula? Não acreditaste? Eu sim. E acho o Brahimi um fora de série.
      5. Porquê? A mais quem? E se é entrega, então o Suk é uma contratação na mouche. Certo?
      6. Não acredito que tenha desistido. Nem mesmo agora. E o maior capital são as vitórias, nada de ingenuidades semi-demagógicas. Ser Porto é na bancada. A pagar à chuva. O resto é profissionalismo. Eu e tu Somos Porto, eles são funcionários. Nada de misturas. E serve para o André, para o Ruben, para o Yacine, para o Osvaldo e para o Gianneli.
      7. Foste claro. Respeito e espero que não seja em branco.
      8. Dá-me um momento K por ano. I'll be an happy man. Sem boobs :)
      Abração dear friend.

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro, pela primeira vez, vejo-me obrigado a não manter visível comentário seu. O que me desagrada profundamente. Sobretudo porque prezo a pluralidade. Ainda por cima, neste assunto torcemos pelo mesmo Lopes.
      Como calcula, faço-o exclusivamente pela ultima frase do comentário. Inapropriada. Ficaria muito contente se voltasse a submeter o comentário. Sem a parte desnecessária. E agradecido também.

      Eliminar
  5. sim. a roubalheira tem sido muita, sobretudo na choupana os dois penalties roubados ao nacional.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A serio? Não conseguem melhor que isso? Provavelmente não. Não há mais o que dizer, não é? Ridículo.

      Eliminar
  6. 1 - Insulto o presidente porque perdemos.
    2 - Temos quando ganhamos. Não temos quando perdemos.
    3 - Não no Porto Canal. Talvez na SIC Mulher, agora que está na moda serem elas a responder.
    4 - Estamos de saco cheio quando perdemos.
    5 - Doyen bastante quando perdemos. Quando ganhamos não sentimos dores. Á Maicon!
    6 - A memória humana é muito selectiva. Sobretudo quando... perdemos.
    7 - Vamos sentir saudades do cruzar de pernas da Nandinha.
    8 - Ver resposta nos 7 pontos acima por favor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) muito obrigado Felisberto.
      E acho que não está nada longe da verdade. É inevitável. Afinal somos adeptos.

      Eliminar
  7. 1 - Insulta-se o Presidente porque foi isso o combinado previamente.
    2 - Tínhamos de longe o melhor plantel e mesmo com a sangria ( imposta pela turba) de Ferraris continuamos a ter.
    3 - Queriam que ele aparecesse na CMTV, na Bola Branca e nas manhãs do Goucha
    4 - A saque? É possível. Dos Bancos, do Mendes e das letras aceites.
    5 - Dizem que a Doyen é a próxima conquista de PC. Foi muito parvinho então em não fazer os negócios de Adrian, Tello, Casillas, Campaña, José Angel, Marcano, Marega, Suk e Danilo com quem tem tanta intimidade
    6 - Grande parte dos que pedem a cabeça de Pinto da Costa só o conhece há 3 anos. É natural. Pensam que os presidentes que fizeram do Porto este colosso Mundial foram: Fernando Martins, José Roquete com 2 tts e Vale e Azevedo.
    7 - Pois, dizem que PDC está senil, xoné, inerte e deve ser substituído por essa enciclopédia de portismo António Oliveira, pelo gestor exemplar V. Baía, pelo Fernando Gomes que está na FPF mas que não esconde o seu amor ao clube ou até aquele,"mãos limpas", Ricardo Costa, que é cá da zona.
    8 - É verdade, já nos dão como mortos e enterrados. Eu cá só acredito na morte depois de morrer.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OH YEAH! Por fim o contraditório. Ufa, ar fresco :)
      Tenho o mesmo problema com a memória curta. E com os enterros antecipados.
      Obrigado.

      Eliminar