quarta-feira, 17 de maio de 2017

Carta aberta



Exmo. Senhor Presidente,

Era minha intenção enviar-lhe esta missiva após o jogo em Moreira de Cónegos...

- Oh amigo, desculpe lá, isto é sobre o quê?

- É eu a dizer-lhe coisas, senhor Presidente.

- Poooooiiiisss, não vai dar. Não leve a mal, mas compreenderá que se me ponho a ouvir cada um dos sócios, é uma desgraça, não faço mais nada. Porque não diz coisas ao senhor Provedor do Sócio?

- Bem, acho que não é bem o âmbito... Mas percebo. Tentarei, nesse caso. Muito obrigado.

...

Exmo. Senhor Provedor do Sócio,

Era minha intenção enviar esta missiva ao Exmo. Senhor Presidente do Futebol Clube do Porto após o jogo em Moreira...

- Oh sócio, desculpe lá, isto é sobre o quê?

- É eu a dizer-lhe coisas, senhor Provedor, para depois me fazer o obséquio de transmitir ao senhor Presidente.

- Poooooiiiisss, não vai dar. Não leve a mal, mas compreenderá que se me ponho a fazer de moço de recados, é uma desgraça, não faço mais nada. Para além de que não me parece que as coisas que vai dizer sejam bem do meu âmbito. Porque não vai a uma bilheteira?

- Hã?

- Então, já não dá o tempo por perdido e compra uma entradinha, paga uma quota adiantada...

- Bem, acho que não tem nada a ver... Mas estou a perceber. Tentarei, nesse caso. Muito obrigado.

...

Exmo. Senhor Funcionário da Bilheteira do Cogumelo,

Era minha intenção enviar esta missiva ao Exmo. Senhor Presidente do Futebol Clube do Porto, por intermédio do Exmo. Senhor Provedor do Sócio, após o jogo em Moreira de Cónegos.

Decidi antecipar, porque ontem, no programa Universo Porto - Da Bancada, o meu sentido de urgência foi espicaçado. O Exmo. Senhor Diretor de Comunicação afirmou que, em comparação com este Campeonato da Liga NOS, o "colinho" de há dois anos foi uma "brincadeira de crianças".

Uma vez cumprido o aparente dever de parabenizar o adversário, creio que se inicia a vaga comunicacional tendente a explicar, como se fosse possível, a continuidade no cargo do atual treinador da nossa equipa principal de futebol. Na verdade, ele ganhou o Campeonato da Liga NOS. Os maus, a quem deu os parabéns, é que o roubaram.

Concluí pois que seria urgente fazer chegar estas linhas, antes de estar definitivamente - e espero que ainda seja tempo - tomada a decisão de me roubar qualquer esperança no Futuro próximo do nosso Clube. Se dramatizo, é apenas porque este é o pior momento que vivo enquanto adepto do FCP. O fundo não foi o final da época passada, o fundo é agora. Tem que ser agora! Elenco seguidamente as razões que me levam a esta conclusão:

a) O falhanço Lopetegui

Depois da transição mal gerida da época dourada Villas Boas, o Exmo. Senhor Presidente, sem o dizer, apresentou o que me pareceu um plano a médio prazo. Contratou por três anos um treinador com experiência em camadas jovens e entregou-lhe um poder nunca visto para um técnico do FCP. Para mim, ficou clara a aposta e que este seria o homem do Presidente, que contaria com o seu total e absoluto respaldo, em qualquer circunstância. Porque era isso que faria sentido, dada a opção.

Pelo contrário, a um plano que parecia caminhar, como prova o alinhamento do estilo de jogo com a equipa B, por exemplo, a sua direção ofereceu nada. Deixou um treinador ser cozinhado em lume brando pelos media e pelos próprios adeptos. Abandonou a equipa à sorte de um Campeonato com campos inclinados e, por consequência, perdeu.

Pensei que se havia arrependido e mudara de ideias em relação ao treinador, mas estava enganado. Julen Lopetegui continuou e nada mudou. Nem em termos de apoio, nem em termos de comunicação, como se esperássemos, todos, pacientemente que a doença detetada se encarregasse de matar o fulano. Sem nunca o termos visto, a si, empenhado em encontrar uma cura.

E disse-nos que batêramos no fundo. Que desse momento em diante, seria sempre a subir.

b) O falhanço NES

O facto é que conseguimos verificar muitas mudanças nesta época de 2016/17. A estrutura mudou, a comunicação mudou, temos um FCP mais combativo e menos "inglês". Antero saiu, Luís Gonçalves chegou, Francisco Marques fez o seu caminho e assumiu um novo protagonismo.

Tarde! Sempre fora de horas. O responsável pelo futebol chega com o plantel montado e o técnico escolhido. O que significa que não foi planeado, limitou-se a acontecer e o senhor Presidente reagiu, em vez de agir.

Por outro lado, temos a comunicação que a maioria desejou. E nada ficou por denunciar, por evidenciar. Curiosamente, fizemo-lo exatamente quando entregámos a liderança das nossas tropas, no campo, a um General polido, politicamente correto e incapaz de alinhar no discurso guerreiro.

Tudo o que podemos concluir, senhor Presidente, é que andámos aos tombos, sem nunca conseguirmos encontrar o fio à meada. A fazer as coisas de forma desgarrada, a escolher pessoas sem olhar para contextos. Só podia correr mal.

c) O (des)Norte

Em consequência desta forma de caminhar, qual barata tonta, conseguimos, numa só época, destruir equipas em vários escalões. Dando de barato que a A é uma questão pessoal - eu não gosto de NES! - veja bem o que fizemos a outras:

Luís Castro ia sair para a China. Luís Castro não saiu para a China.

O ano de transição da equipa B, Campeã Nacional, deveria ser gasto na construção de uma equipa nova. Que mais esperar de gente que levava dois ou três anos neste patamar e que tinha ganho o titulo? Era hora de saltarem para outro nível, obviamente. No fim do dia, o que verificámos foi que mantivemos os "velhos". Não podia correr bem. E a culpa não é dos jogadores.

Luís Castro saiu para o Rio Ave. Entra José Tavares. A caminhada trágica dos B agrava-se.

Sobe-se, em desespero, António Folha, Bicampeão Nacional de Juniores. No processo, destruímos a equipa júnior. Que andou a penar a fase final inteira.

Não contesto sequer as escolhas. Eu teria feito diferente, mas eu sou ninguém. O que não posso relevar, é o evidente desnorte. Nenhum plano, nenhuma estratégia, tudo porque sim ou porque não, as mais das vezes a parecer só por acaso. No processo, duas equipas à deriva. Uma ainda foi a tempo de ser remendada e - força miúdos! - ainda nos vai dar hoje o ÚNICO título que comemoraremos.

Raios, se não me arrependo do que gozei com os meus amigos lampiões, de cada vez que ganharam aquele torneio de pré-época que organizavam no Luxemburgo.

Deixarei para ocasião mais oportuna a questão Rui Pedro. Porque acho que é só minha. Mas aproveito para lhe perguntar se ainda veremos o nosso promissor avançado a fazer uma perninha no Andebol. O play off está tremido...

d) Santas Alianças

Sabe, senhor Presidente, no dia em que estiver de acordo com MST acerca da bola, é porque o FCP não está nada bem. Esse dia é hoje.

Deixe-me começar por dizer que não tenho nada a obstar a conversas com qualquer clube. E acrescentar que acho muito bem que procuremos consensos, na defesa de interesses que sejam comuns. Posto isto, é deplorável o conteúdo do comunicado que anuncia o reatamento de relações com o Sporting. Não, senhor Presidente, não me sinto capaz de lhes chamar qualquer outra coisa. Nem Sportém, nem Calimeros, nem o que seja. Sporting Clube de Portugal, por vossa vontade.

Está tudo mal, tudo! Do video-árbitro aos Campeonatos de Portugal, da reunião "secreta" à assinatura do Diretor de Comunicação. Nada faz sentido, nada é parte de uma estratégia, tudo é casuístico. Porque sim, por acaso.

O senhor Presidente absteve-se - e bem, quanto a mim! - de comentar o "Caso Vouchers", para agora encontrarmos múltiplos, e bem menores, pontos de vista comuns? Eu gozo indecentemente com o senhor Bruno de Carvalho - sim, Presidente, agora não troco nomes a mais ninguém - a propósito de querer ser tetra numa época só, para agora estarmos disponíveis para fazer disso um caso tão importante que exige estudos de entidades independentes? Estamos, chegaria o dia, de acordo com o senhor jornalista - já disse que não troco - Rui Santos quanto ao papel salvador do video-árbitro? E, por favor senhor Presidente, não informe o nosso Benni McCarthy de que pugnaremos pelo regresso dos "Sumaríssimos". Vamos tentar adivinhar a quem serão instaurados os primeiros, provavelmente únicos, processos sumaríssimos?

Cheira tudo a tanto amadorismo, senhor Presidente, mas tanto, que não posso acreditar que tenha partido de si. O que é muito grave, porque foi em si que votei. Pelo que é em si que confio para este tipo de assunto tão relevante. A assinatura do nosso Diretor de Comunicação obriga a SAD, mas a mim não me diz nada.

Sendo que esta é a única espécie de aliança a que estamos presos, certo senhor Presidente? É que me custa ler que o senhor abandona - e tão contente fiquei! - a tribuna em Braga, para assistir ao resto do jogo ao lado da sua SAD. Mas aquilo não era a SAD. Eu votei em si, o que significa que lhe confio as escolhas. Mas escolha! Como se dizia na minha rua de infância: Quem está fora, não racha lenha. Quem não tem cargo, não tem voz. NÃO TEM, pois não, senhor Presidente?

e) As coisas bem feitas estão podres?

Como lhe disse lá muito acima, houve coisas bem feitas. A comunicação está melhor, a estrutura do futebol parece encaixar, a equipa esteve comprometida com o objetivo. No entanto, este penoso final de época está a deixar-me preocupado. Como se as maçãs fossem tão vermelhas e apetitosas, que parece que alguém lhes vai injetar bicho, só para ser desmancha prazeres.

A semana passada, matámos a Liga Salazar, legitimando o Campeão. Antes, enterráramos a "Cartilha", permitindo que o Francisco fosse apanhado a encontrar-se às escondidas, num hotel, com o Nuno. Well, que cavalos de batalha nos restaram? Vamos pensar no futuro que é melhor, certo?

Acontece que também isso é preocupante, a partir de ontem. O motivo de antecipar o envio desta minha cartinha não é despiciendo. Juro-lhe que toda a narrativa da "brincadeira de crianças" me soa a "nananananana, brilhante o NES! Bri-lhan-te! Pena a roubalheira. Como nós e os nossos aliados não vamos deixar que se repita, o próximo está no papo. Do NES!" Como se não bastasse a censura dentro de nossa casa e os Parabéns a você do nosso treinador, que limparam a Liga Salazar; arranjámos maneira de legitimar - na mesma semana! - a Liga do Colinho. Afinal, foi uma brincadeira de crianças, não é para levar a sério.

Não perceba mal, eu estarei na bancada. Estarei sempre, seja qual for o treinador. Entenda que isso não me torna um abrunho sem cérebro. É paixão e é para a vida. Pelo FCP, senhor Presidente. Exclusivamente pelo FCP.

Em conclusão, escrevo-lhe para lhe dizer que este é que é o fundo. Nunca antes vislumbrara tantos sinais de desorientação, tão recorrentes e tão encadeados. Urge pois sair daqui, depressa, se possível, mas sustentadamente. Faltam três anos para que termine o seu mandato, é o tempo que resta para nos devolver à glória.

Defendo que os mandatos se cumprem até ao fim. Acredito que o senhor Presidente possa corrigir o que está - profundamente! - errado. Pronunciar-me-ei acerca das pessoas que decidir escolher e manter, porque é um direito que jamais alienarei. Da mesma forma, entendo que é seu direito inalienável traçar o rumo e decidir com quem percorrer o caminho.

É isso mesmo que lhe exijo: Um rumo! Esse que hoje não temos.

E isso, senhor Presidente, será revolucionário!

Assina este, com estima e admiração.




35 comentários:

  1. Respostas
    1. Diria mais, o Presidente tem a palavra :)
      Na verdade, o Presidente tem a ação!!
      Abração.

      Eliminar
  2. Análise lúcida, como diz o povo, "pondo o dedo na ferida". Sem "paninhos quentes" ou concessões!! Por parcial que possa ser e tu sabes porquê, tiro-te o meu chapéu(não uso, mas...) e dedico~te uma "standing ovation"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós somos do Porto. Não comemos palha, não seguimos cartilhas! Mas sim, és suspeito, velhote :)

      Eliminar
  3. Bravo! Temo que a parte relativa à permanência do NES seja verdadeira e depois... será despedido pelo Natal...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que não fique. Ficando, desejo que não seja despedido. É sinal de que ganha. É isso é infinitamente mais importante do que o gosto pessoal de qq de nós.

      Eliminar
  4. Finalmente, chegaste onde me encontrava aquando do primeiro ano do lorpa. E como lamento que tenhas aí chegado. Eu, de forma igualmente lamentável, já aí não estou. Já não acredito que as mesmas personagens consigam produzir efeitos diferentes. Sou pelo método científico, tájaber?

    Curiosamente, discordo da interpretação que despoletou toda esta missiva. Ou melhor, duvido. Não creio que FJM estivesse a menosprezar a dimensão do #colinho original, simplesmente quis ilustrar a enormidade do polvo actual. Aquele já tinha sido mau, este foi inenarrável.

    Já se isso se destina a tentar limpar a fronha os Idiota, não sei. Talvez. E disso tenho medo. Mas, porque já não estou aí mas aqui, não me surpreende.

    Catch me if you must...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita que me fartei de pensar nisso ao longo do post.
      "Brincadeira de crianças"! Se não é menosprezo, imita muito bem. Ainda assim, há fronhas que não se limpam!
      Hope not!

      Eliminar
  5. Somos Porto, Vivemos Porto e sofremos pelo o Porto.

    Caro Presidente Jorge Nuno afaste-se de Jorginho Mendes em definitivo pois esse serve os interesses dos mouros. Tudo o que dele vier sai estragado ou bem minado. Abra os olhos Presidente!!!

    Saudações Portistas

    11DruL0Vic

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Drulo não me diga "Somos Porto" que eu bolso! ;)

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Dizem as más linguas que esses miúdos são produto das comissões do filho do Presidente!!!!
      Provavelmente estavam escondidos de NES.:))))
      Grande banho de bola e mais uma machadada nos que dizem que não temos "material".

      Eliminar
    2. Naaa, acho que só o Fede Varela - estranhamente "escondido" dos holofotes por toda a gente, incluindo nós! - terá uma ligação ao Xaninho. E o Rui Pedro, claro. Mas eu sei tão pouco destas coisas, que é bem possível que sejam todos. Quero lá saber.
      De resto, temos material pois, mas... Mas quer apostar que agora vai tudo desatar a dizer que deviam passar todos à A e estava feito o plantel? O que é uma acabada estupidez!! Há 2, 3 no máximo, em condições de tentarem a sua sorte. O resto, tem que rodar, crescer, provar e, eventualmente, alguns voltarão. Poucos. É a vida.

      Eliminar
    3. Pois, esse Rui Pedro, o rapaz que nos fez voltar a sonhar e que NES achou por bem resguardar, para não ser contagiado pelo sarampo.:)
      Claro que vão dizer que deviam passar todos à A e dirão também que os adeptos não têm culpa nenhuma.
      Alguns deles, provarão nos nossos directos adversários. É a vida.

      Eliminar
    4. O Presidente deixou Lopetegui ser cozinhado em lume brando, pela comunicação social e pelos ADEPTOS, não lhe dando o devido respaldo!?!?!

      Contra tudo e contra todos, o Presidente manteve-O, até, como chegou a escrever, ser impossível a sua continuidade.
      Poderá não lhe chamar respaldo, talvez masoquismo seja mais apropriado.
      Será que acreditou mesmo que o basco era CAPAZ, pois pagava-lhe como a um TREINADOR, ao contrário do que acontece agora, que lhe pagam como a um qualquer Nelo Vingada?

      Eliminar
    5. Assunto Um:
      Pode sempre acontecer. Como acontece acabarem os cachopos deles em nossa casa. O que é indesmentível, é que não é com o plantel Campeão da segunda divisão que se ganham Campeonatos da primeira. Ou o Portimonense para o ano é Campeão, sem espinhas.

      Assunto dois:

      Sim, deixou. E teria bastado, em determinada altura, uma palavra de apoio. Uma. E tem razão, manteve-o! Porquê? Nunca perceberei! Porque fez tudo igual. Mal!
      Mas aqui está um ponto em que nunca concordaremos. Até porque este Nelo Vingada parece que não perde com ninguém. É claro que não tem jogado com colossos do nível de uma Letónia, de uma Andorra, de uma...Suiça.

      Eliminar
    6. Porém, além da tal palavra, que deve ter sido um dicionário, o Presidente, agiu, mantendo-o. Será injusto acusar o Presidente de não falar (com quem deve falar) e de não agir.
      Efectivamente aí nunca concordaremos. Porque treinar a selecção de Espanha e obter os resultados que se vêm, estou em crer que o Luis, o Lito Vidigal, o Capucho, agora o Folha, o Pedro Martins ou o Manta, também os obteriam.

      Concordamos nos sumaríssimos e no video-árbitro. Vai ser o euro-milhões para o clube do Regime, manipular a seu bel-prazer esses instrumentos e os fantoches indicados para essas tarefas.

      Eliminar
    7. " Porque fez tudo igual. Mal! "

      O basco, claro. Certo?!!??? :)))))

      Também concordo. :)

      Eliminar
    8. Repare, no caso Lopetegui, o que eu acho é que o Presidente agiu, por omissão, contra si próprio! Depois lá aproveitou o homem como bode expiatório, mas isso é política. A escolha foi dele e acho que acertou, mas deposi não se comprometeu com ela. Tipo um NES, está a ver? A dar os parabéns ao Campeão, descomprometidamente.
      E sim, o basco também cometeu erros repetidos.

      Eliminar
    9. Então o Sr. Silva, não é de opinião, da tertúlia blogueira, que desde o momento Kelvin, não existe Presidente?
      Se escolheu, alegadamente bem, Lopetegui, adjuntos, o monta-cargas no meio do relvado,lhe deu o livro de cheques assinado, com carta branca para contratar no Real, Atletico, Barcelona e despachar quem entendesse que o apoquentava, é porque deu sinal de vida com esse extraordinário acto de gestão!
      Ai não se comprometeu em renovar a confiança, mesmo após o maior enxovalho que sofremos na Europa!
      Tanto se comprometeu, que o manteve até Janeiro de 2016.
      Eventualmente do fim da época a Janeiro, prontificou-se para ser o próprio Pinto da Costa, a repintar com as cores originais, as paredes da vivenda de Lopetegui, que haviam sido grafitadas, alegadamente por adeptos que agora têm saudades do basco.!!!:)
      Dizem que foi a casa do Presidente que grafitaram, mas não acredito. Pois se foi um excelente acto de gestão, a contratação do basco, a que PROPÓSITO lhe iriam fazer isso?

      Isto a confirmar-se que foram mesmo adeptos do Porto os artistas e não contratados a soldo sabe-se lá de quem, que a policia não está para se chatear com essas minudências. Ainda se fosse uma alteração da ordem pública, como um transeunte qualquer que caminha em frente ao Estádio Vieira de Carvalho, reconhece Soares Dias e lhe diz:" Vª Exª. Sr. Prof. Dr. Soares Dias, permita-me que faça um elogio à srª sua mãe, que pariu tão ilustre, honrado, justo e valoroso ser humano.Pode regozijar-se de ser um grande filho da mãe".

      Isso, sim, seria motivo para mobilizar a equipa de Gonçalo Amaral ou dos melhores investigadores da capital. :)

      Eliminar
    10. Ou você é um Anónimo amnésico ou está a confundir a loja.
      Eu NUNCA fui da opinião que não temos Presidente. E continuo a não ser. O que não teria que ser, por si só, bom, está claro. Mas até sou dos, cada vez menos, que acham que sim, que é o melhor Presidente do Mundo.
      Voltando ao Basco, não, não se comprometeu. Não se atravessou, não o protegeu, não lhe arranjou um Francisco Marques e, mais que tudo, não lhe arranjou um Estádio a empurrar. E vimos esta época como é fácil para o Presidente fazer isso. De resto, mantenho o que disse: boa escolha! Pena que não tivesse tratado de lhe dar o melhor contexto. Olhe, desta vez fez ao contrário: cuidou muito bem do contexto, mas escolheu um lorpa! Isso preocupa-me.
      Quanto a tarjas e petardos e grafittis, faço minhas as plavras do PRÓPRIO :)

      Eliminar
    11. Naaaaa, nada disso.
      Não tenho o talento para a escrita do Sr. Silva e provavelmente não me fiz entender.
      Não afirmei que... quiz dizer que "então não acompanha a generalidade dos blogueiros que constatam que após Kelvin 92, o Presidente morreu, está senil, vive para as revistas cor de rosa, comissões e mimos dignos de Pedro Guerra.
      Sei bem que tem memória e que se hoje, há indignados por não metermos a mão ao prato há 4 anos, a ele o devemos, por acharmos isso uma brutal anormalidade.
      Graças a Ele é que podemos chapar na tromba dos tretas do cólinho, um par de pentas bem aviado.
      Voltando ao Basco. Eu acho que se comprometeu demais. Se no fim da 1ª época tinha estancado a hemorragia, o corpo não se tinha esvaiado em sangue. Eu sei...se...se...se...
      A ironia de tudo isto é que Lopetegui e NES, são 2 almas gemeas. Ambos ex guarda-redes pró-fracote. Ambos teimosos como mulas. Ambos mais preocupados com a sua vidinha que com a equipa. Ambos obsecados pelo controlo, ambos medrosos, ambos com um ego do tamanho da estação de S. Bento, ambos fazem substituições aos 88, ambos colocam as equipas a rematar pela 1ª vez à baliza ..adversária aos 38/40 minutos de jogo, ambos são Gestifute. Onde diferem, na forma de comunicar e na postura no banco. Para um todos os adversários eram "dificilissimos" muita ilusion e para outro, temos de competir, estamos na luta.

      Encontrar um Francisco Marques, é quase tão dificil, como encontrar um treinador ganhador. Tinha que ser um profissional da comunicação (não um amanuense, mesmo que o tenha sido dum sargento ajudante do Jaime Neves), corajoso, que já não tivesse ilusões relativamente a um emprego nos orgãos de comunicação reinantes. Mesmo o BB, se todas as portas não lhe tvessem sido fechadas, acha que teria a mesma acutilância que agora revela? Não era fácil.

      Eliminar
    12. Não sou eu, nem você, quem escolhe. Se me diz que foram mal escolhidos, a ele se deve igualmente.
      Mas mesmo importante, é que ainda vai a tempo, não de outro penta, mas de um belo tri.
      Quanto aos comunicadores, estão cá. É deixá-los trabalhar. Para mim, de preferência sem encontros secretos e sem explicações tremidas de coisas inexplicáveis. E vá, já têm cadeiras de sonho. :)

      Eliminar
    13. Ah, o Basco! Se era para fazer igual, então sim, devia ter mudado logo. Por justiça, diga-se que o próprio também não aprendeu porra nenhuma!

      Eliminar
    14. Vamos deixá-los trabalhar, a todos.
      Entretanto vamo-nos encontrando "secretamente", no estádio do Dragão.:)

      Eliminar
    15. Esse precisa dos Danoninhos que o Sr. Silva recomendou ao Lopetegui e que se deixe dos bifidus activos que o fazem passar 90 minutos a apertar as nádegas.

      Eliminar
    16. Danoninho?? Oh homem, só se for em garrafão de 5 litros! 3 x ao dia...

      Eliminar
    17. kkkkkkkk e de clister

      Eliminar
  7. "...este é que é o fundo... Urge pois sair daqui"

    Esse é o desejo dos Portistas. Porém, temo que o Presidente se tenha dedicado à prática da apnéia e tão cedo não venha à superfície.

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda tenho algum ar. O suficiente para esperar um pouco mais. Pouco.
      Um abraço.

      Eliminar
  8. Caro Silva, viremos a página, com todo agradecimento e respeito, mas viremos...
    Saudações Portistas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pedro, muito bem-vindo.
      Faltam 3 anos para o que creio que seja o seu virar de página. Tempo suficiente para inverter este mau ciclo. E mais do que suficiente para se estruturarem alternativas diversas e válidas.
      Saudações Portistas.

      Eliminar


  9. muitos parabéns! pela Carta Aberta, meu caro. subscrevo-a na íntegra, inclusive na parte do Lopetegui - que foi tudo menos «lorpa» (ou morcão, como se diz na minha terra. mas, que sei eu?! nada! nada de nada, e dado que não passo de uma «ovelha choné» sobre esse e outros assuntos mais).

    abr@ço
    Miguel | 92º minuto

    ResponderEliminar