sábado, 5 de setembro de 2015

Lego de nomes na Bluegosfera



A propósito da crónica semanal do Pedro no pasquim da Queimada, disponibilizada em serviço Portista pelo Miguel, o Jorge reflectiu acerca das diferenças entre o futebol de Lopetegui e o do... EstorilMaritimoSportém5lb___________ (acrescentar um clube nacional à escolha), do seu modo tão claro quanto assertivo. De uma forma geral eu concordo com ele. Com o Jorge, não com o Pedro. Com o Miguel concordo de uma maneira abrangente, pelo menos na vertente estética.

Quando ia bitaitar no post do Jorge, já de olhos postos nas ilustrações do Miguel e ainda a abanar a cabeça quanto a determinada parte da crónica do Pedro, lembrei-me de Lego. 

Já fiz pazes com a consulta de psiquiatria de um qualquer hospital público há tempo suficiente para conviver bem com esta vontade de partilhar estas coisas convosco. O facto de estarem aqui a ler isto é que é capaz de ser estranho. Se se julgavam sãos.

Quando a cachopa mais nova era ainda mais nova, deu-lhe uma vez para me arrebanhar para uma construção com legos. Há uma maneira simples de as crianças nos fazerem estas coisas. É assim:

- Anda papá, anda b'incar cómigo. Toma, fashtu. - Ou era suposto mais alguém ter voto na matéria?

- E faço o quê, filhota?

- Uma caja! Gaaaaande! - E abriu os bracitos.

- Só se tirares a xuxa.

- Não. Toma. Fash! - Oh well, can't blame me for not trying...

Dado o gene Silva, a coisa ainda deve ter demorado um pouco até se decidir quem é que de facto mandava na obra. Se eu faço, eu é que sei o que faço, senão fazes tu. Ah mas eu tenho apenas 3 anos, se calhar não me devias tratar como se fosse da tua idade. Afinal, é apenas uma construção com blocos de plástico, uma brincadeira. E eu não vou conseguir entender o conceito da delegação de tarefas mas não de responsabilidade. Será melhor desatar num berreiro? Costuma resolver.

Embora a memória me falhe, ou se me oculte, neste ponto, devemos ter resolvido isso de alguma maneira. Porque é certo que a casa cresceu. Aliás, uma mansão. Dois pisos, garagem, grande quintal com árvores de fruto. Infelizmente, o fornecedor da piscina falhou e, só por isso, não havia uma. 

Também é verdade que a meio do primeiro piso faltou uma peça amarela. Chamei a atenção do encarregado:

- Falta uma destas amarela. Cócura filhota. - Há que falar a língua do pessoal para um líder se fazer entender.

- Não. - De olhos fixos na TV. O Noddy é imbatível!

- Como não? Assim também não faço...

- ... - O que é muito provável que quisesse dizer amimimporta. No seu carro amarelo, como a puta da peça, o Noddy festejava mais uma vitória sobre mim.

Mas caramba, a visão final daquela soberba moradia unifamiliar bailava-me na cabeça. Eu procurei as peças, eu praguejei os erros que levaram a recomeçar paredes inteiras, eu conclui! Sim, demorou. Mas ali estava ela, pronta a habitar pelos bonecos mais exigentes. A caja!

- Pronto, já está. Gostas? - Afinal o encarregado, servente insolente e fornecedor de tijolo, também era o cliente.

- Xim, gande!

- E agora?

- Vem o xigante BomBom... - E avança nos seus mastodônticos passos para a obra. Em segundos as paredes se desfazem sobre as árvores. 

Bolas, estava orgulhoso! Por outro lado, nem me pude queixar, visto que o gigante BomBom é parte da família há gerações. Deve ter o direito de andar por onde bem lhe apetece, em busca dos seus amados ovos de tartaruga.

- Ooooh, destruíste tudo...

- Xim.

- Agora fazes tu! - Traduzindo: Sempre quero ver se consegues repetir aquilo. Nem penses! Tens 3 anos, nunca conseguirás fazer uma casa tão espetacular. Incha! Quero rir-me agora. Quero, quero.

- Xim. 

Sentou-se, arrebanhou meia dúzia de peças. Ergueu quatro paredes mínimas, muito juntas, sobrepôs-lhes um teto de perímetro bastante exagerado, nem encaixado estava, e aplicou uma porta que ia do chão ao telhado. Olhou-me:

- Játá! Caja!

E se um dia houver um temporal muito grande na caixa dos bonecos e dos legos, um deles vai poder abrigar-se ali. Enquanto outros olharão a chuva pelas vidraças das janelas rasgadas do salão da MINHA casa. Ah poijé bébé.


...

O Jorge - não é esse, é o que é defesa central da Juventus. - explicou porque é que defende o Lopetegui. Fê-lo naquele seu estilo único que invejo militantemente. Tem dias que me irrita ter sido ele a escrever e não eu. Mais que explicar coisas, determinou uma espécie de tempo certo. Até quando é tempo de paciência e a partir de quando é altura de exigência máxima: Outubro ou novembro.

Olho para o calendário, penso: don't wait too long / don't harvest too late...


...

- Oh Silva, isso não pode ser!

- Uh?

- Então se o gigante lhe partiu aquilo tudo, como é que é essa coisa das vidraças no salão e blablabla?

- Uh?

- Haja coerência na metáfora! Ou as figuras de estilo servem para o que o tasqueiro bem entender?

- Xim.



12 comentários:


  1. o meu, é mais pontes e garagens para o 'carlinhos'. e abomina que lhe destruam as construções (que eu faço, sob as suas tiradas ordens, lá do alto dos seus três anitos) :)

    abr@ço forte
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
  2. Legos? Disse LEGOS, sôr Silva?... Aquelas coisas... peças que encaixam umas nas outras, mediante a intrincada e extraordinária complementaridade entre "perno" e "orifício" (que é como quem diz macho/fêmea)?
    Caro Tasqueiro, não me leve a mal, homem, mas tendo em conta a sua habilidade para os encaixes, a miúda há-de ter visto o Noddy, o Ruca, o Carteiro Paulo, o Comboio dos Dinossauros e seilámaisquantos bonecos primeiro que você pusesse uma parede em pé!

    Dedique-se aos tachos, sôr Silva! Dedique-se aos tachos e deixe essas tarefas difíceis para quem sabe!

    Olha... estudasses!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanta meia para coser, tanto pó para limpar, mas naaaaa, só está bem é a virar shots de jägermeister na Tasca! Olha docinho, é que esgoto o meu talento de encaixar pernos em orifícios em cenas diferentes dos legos. Tajaberohnão, hein xôringenheira?! E se tá a sobrar tempo, pega lá um pano e limpa as mesas. Pfff.

      Eliminar
  3. Vá, homem, não leve a mal a brincadeira...
    Ele há encaixes em que vexa é mestre, que não hajam dúvidas quanto a isso.
    Pronto, dê cá o pano que eu limpo ESTA mesa! (Sim, que se eu pago os shot's, não trabalho à borla!) ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Melhorou! O pano está aqui, o uniformezinho está lá dentro, hein, hein?! Vou só ali fechar a porta e apanhar os legos :)))

      Eliminar
  4. Pum ba! Vai buscare!

    Fora de brincadeiras, muito obrigado amigo! Até fiquei comovido!

    Abraço Azul e Branco,

    Jorge Vassalo | Porto Universal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A culpa desta posta é sua, sô Vassalo! ;)

      Eliminar

  5. ainda bem que este espaço é interdito a menores. a falarem de encaixes e legos e não sei mais o quê, com essa malfadada conotação sexual. tenham juízo, 'mazé'. tanta mesa para limpar, tanto corredor para passar a esfregona, tanto pó para espanar, e bocêses nesses tratos...
    vou ali emborcar mais uma cola e venho já.

    PS:
    maldito corrector ortográfico automático. era "tirana", ali em cima.

    beijinhos e abraços e felicidades
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa mente conspurcada, sô Lima, aiai... Por isso é que ospois tem que andar a mudr de plataforma! Valhódeuzz...ezzz...ezz... :)
      PS. Era tirana onde???

      Eliminar
    2. Aaaah ok, em "tirada". Percebi-te! Tarado!

      Eliminar