quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Gajas escocesas todas nuas!


- Ontem ouvi na rádio uma portuguesa radicada na Escócia a falar sobre o referendo. A senhora dizia maijomenos isto: Eu cá sou contra a independência. Há tantas coisas boas neste PAÍS (?!), à pala de ser uma província de Inglaterra. E trocava-se isso tudo por causa do orgulho de ser Escocês?! (vá que eu nem sou escocesa, pensava ela). Um sistema de saúde catita e isso tudo que dá tanto jeito. Parece-me que desata tudo a implodir se não houver uma alminha em Downing Street a pôr mão nos tarados dos kilts. Mas acredito que são os mais velhos que andam por aí com estes disparates de serem uma Nação e de serem diferentes. E são! São piores! (isto a senhora não disse, mas eu aposto o alvará de venda de álcool em como pensou). Se o Sim! ganhar, pondero por-me rapidamente na alheta. Acho que vou para Gales, ou para o Allgarve. Um sitio qualquer em que o sotaque seja compreensível...

Percebe-se, não? A senhora está emigrada e corre-lhe bem a vida, porque é que um bando de malucos lhe havia de mudar as coisas, se mudar? O que me fez confusão, foi ela ter enumerado EXATAMENTE os motivos mais fortes do "Sim!". Uma Nação, o Orgulho, a Diferença, o Hail FROM England das terras altas, como se fossem os melhores argumentos para votar..."Não!" Esta senhora portuguesa era a melhor propaganda dos independentistas, se lhe ligassem alguma...

Mas sabe, como tudo tem a ver com tudo, acho que a Escócia independente seria um sorriso na face da Alemanha. Uma lança da União e do Euro em plena Grã-Bretanha. Oh sim, por direito seriam parte da União e, quanto mais não fosse, por despeito, teriam a nossa moeda. Ou então esse seria o preço para que a Velha Albion não se zangasse em demasia...

- Mas você quer que eles sejam independentes, Silva?

- Eu? Eu quero lá saber! Até acho que o meu puro malte é de fabrico holandês, ou assim... 

- Pois, a ocupar tempo e a desancar a senhora emigrada, já percebi. Epaaaaaa, e as escocesas todas nuas? Onde é que está isso??

- Na Escócia acho que há umas. Aqui... é só um pequeno teste. Depois conto-lhe, prometo.

Sem comentários:

Publicar um comentário