sábado, 24 de janeiro de 2015

Calimeros tolos Grecos miaufas sinaletica.


Amanhã os gregos vão a votos. Já é claro que o vencedor será o Syriza. Pudera, aprendeu a lição e, desta vez, o Tspiras não se deixou fotografar com o Louçã. 

Claro que vai pela nossa esquerda intelectualoide uma grande algazarra. Até ver, vão fazendo o que fazem muito bem: de conta! Mais ou menos como fizeram com a Islândia, quando fizeram de conta que não tinha sido um partido de centro-direita a ganhar as eleições. Ou em França, quando assobiaram para o lado enquanto o pequenito que ia pôr a Merkel no sitio aprovou o orçamento mais apertado da história da França. Por agora, na Grécia, vão fazendo de conta que não vêem os sinais. O problema é que esta gente grita muito, e muito alto, e depois arriscamos-nos a não ouvir o sussurro de fundo. Ás tantas é tarde... Mas eu sou parvo...

Mas de que raio de sinais se trata? Era melhor despachar já isto para poder ir tratar da comida, ou ver a bola, ou dedicar-me a outra atividade qualquer igualmente importante e que não mace as pessoas. Ainda por cima tenho esta tendência irritante para a repetição, para ser maçador mesmo, nas piores alturas. Quando está um individuo muito descansado a querer só que o deixem em paz, pumbas, lá vem um Silva da vida moer-lhe a paciência. Dá-se o caso de que HÁ sinais. E mais vale alguém fazer esta figura de parvo, do que parecer que anda tudo a dormir.

1º SINAL (A esquerda chega-se ao meio?)

Se a memória não me falha, o Syriza ganha massa crítica prometendo o FIM da austeridade, a SUSPENSÃO do pagamento da divida e a EXPULSÃO da Troika. Significado: estamos a cagar para isso do Euro e da UE. We're out! Perderam as eleições, como sabiam que perderiam. Hoje...é diferente. 

Mantendo as suas promessas no inicio da campanha, o Syriza que põe os Bloquinhos, os Livres, os Tempos de Avançar todos a gemerem como uma moça nas mãos do Silva, já vai menos longe. Para além de demonstrar melhor gosto na escolha de parceiros de fotos, há que admitir que trocar o Louçã pelo espanhol do Podemos é um avanço, Tspiras está a dois dias de ser Primeiro-Ministro de um país da União. E já o ouvimos dizer que SAIR do Euro nem pensar; já se fala em REESTRUTURAÇÃO da divida; e não parece que haja qualquer intenção de ABANDONAR a UE. Continua la o fim da austeridade, sem que se explique, POR UMA VEZ, como. Vai dai pode muito bem ser qualquer coisa do tipo: ora bem, vamos aumentar 500 euros os ordenados todos, não? Ok, 50 euros uns quantos. Não? 50 cêntimos as 10 pensões de sobrevivência mais baixas? Ok, feito! Acabou-se a puta da austeridade! In your face Angela! E mais, pagamos menos 5 euros da divida e alguns 15 minutos depois do prazo. Com a extrema-esquerda ninguém brinca! O Hollande deve estar farto de se rir com isto... 

Louve-se, de qualquer maneira, o facto de, POR FIM!, um partido europeu à esquerda dos socialistas querer mesmo governar. E também isto pode ser um sinal. E, quem sabe, um dia teremos uma esquerda que não se limita a dizer o que lhe dá na tola, ou o que queremos todos ouvir, só porque sabe que nunca lhe poderão perguntar: então amiguinhos, cumé? Ao Syriza, os gregos vão poder...

2º SINAL (A direita faz-se ao bife?)

Há 10% de indecisos na Grécia. Podem dar uma maioria absoluta ao Syriza. Podem não dar e baralhar as contas de uma maneira que, a mim, me mete uma miaufa do caraças. Mas não se preocupem, é só a mim. Por extremo cuidado, fico a torcer por uma maioria absoluta...

Neste momento, sendo pacifico que ganha o Tspiras, também é certo que em segundo fica a ND, do atual primeiro-ministro. Ou há um golpe de teatro, tipo "pá, tenho que comer a Vanessa Fernandes para safar a pátria", ou estes NUNCA se coligarão. Retirar Samaras e o ND do poder é uma PROMESSA do Syriza. 

Depois, temos um terceiro lugar disputado por mais um novo partido (que parece em vantagem), o Rio (sim, na Grécia há partidos com nomes giros!), e a Aurora Dourada. Ai ca medo! Para os incautos, para os esquecidos e para os apenas ignorantes, o Aurora Dourada é um partido de extrema-direita, neo-nazi. Aliás, neo não, nazi, ponto! E sim, pode obter entre 5% e 6% dos votos.

O verdadeiro problema, que todos parecem relevar, é que APENAS o Aurora Dourada tem pontos convergentes com o suposto Programa do Syriza. Aaaaaah poijé! Adeus Euro, adeus Europa, adeus divida. E também adeus imigrantes, adeus democracia não tarda mesmo nada.

É estúpido supor um cenário que colocasse o presidiário líder do Aurora Dourada no poder? Vejamos: o Rio é a alternativa mais credível para viabilizar um Governo. Mas o Rio é um partido do centro, que já avisou que nem quer ouvir falar de saídas do Euro nem da União. Moderados. E se a pressão dos eleitores do Syriza se faz sentir, recordando as promessas de Tspiras no auge da orgia anti-tudo? Por outro lado, se esta coisa do fim da austeridade for uma convicção profunda, e for FIM mesmo FIM, não há alternativa a não ser a Grécia seguir o seu caminho sem o resto da Europa. E aí?

Tspiras refere frequentemente o perdão da divida alemã e o Plano Marshall. Na verdade, faria melhor se recordasse Versailles e as insuportáveis condições impostas aos derrotados, que estiveram na base do nascimento do III Reich. Porque esta é a semelhança e mesmo assim longínqua. Podemos apelar à solidariedade e à fraternidade que deviam, de facto, ser transversais à construção europeia. Fazermos de conta que a Grécia, ou Portugal já agora, foram arrasados após uma Guerra Mundial e que são considerados parte tão importante dos valores Ocidentais para que todos façam questão de os reconstruir... Ui, acho que é longe demais. Nem cínico, nem ingénuo... E há uma altura em que a corda se parte...

Oxalá não acabemos todos, a começar no senhor Tspiras, a agradecer à gorda alemã o facto de ter um exército, o que não era suposto. Sim, estou a dramatizar, mas escrevam ai que já decorei o nome do tarado: Nikos Mihaloliakos.

Hoje é sábado, 24 de janeiro de 2015.

- Obrigadinho por me lembrar a quantas ando, oh Silva. Entretanto, traga ai uma tacinha de 3 Marias fresquinho, que eu é que estou mialoliako de tanto o ouvir, chiça...

Sem comentários:

Publicar um comentário