sexta-feira, 23 de junho de 2017

Os pinheiros do caminho (com Interlúdio), as cerejas e Sim, nós sabemos



Shhh, escutem. Apurem ojóvidos, atentamente, em silêncio absoluto. Ouvem?

Pois, nem eu. Nada.

Passaram três semanas e não acontece a ponta de um corno. Zero, bola. Apesar de praticamente toda a bluegosfera andar a berrar os factos; a analisar, com brilhantismo, as causas e as consequências; e a bradar pelo que seria a justa cobertura mediática. Ninguém liga nenhuma.

Estão envolvidos altos dirigentes da Liga de Clubes, da Federação Portuguesa de Futebol, assessores jurídicos, funcionários, colaboradores apaineleirados, árbitros, observadores e putas. Toda a gente que conta, portanto. Ainda assim - escutem - nem uma agulha parece bulir na quieta melancolia dos pinheiros do caminho. Os que não arderam, está claro.

Não duvidem, entre tragédia e a Seleção no gulag, o tempo passa e, não tarda, a bola estará a pinchar e a paciência - mesmo a nossa - ficará tomada pelo que mais nos importa: O jogo. Então, ter-se-à esgotado, na espuma dos dias, a oportunidade. E as portas para a condenação, certamente rápida e exemplar, do mensageiro, abrir-se-ão de par em par. Aí sim, teremos primeiras páginas e investigação jornalística a sério. Viva Portugal!

Aiai, meus meninos, não dissemos já que não se pode vaporizar? Vamoláversaprendem, raisparta. Dediquem-se a criticar o Ronaldo e a Seleção, que ganham, mas não pintam quadros de uma beleza rara. Como se fosse hábito que ganhássemos. Deixai o senhor Gomes sossegado, a banhos gelados com as suas matrioskas, sabemos bem o que ele anda a fazer, acreditem. Em último caso, temos aqui mais com que vos entreter. Duzentos por uma, quatrocentos por duas, nas calminhas, sem pressa nenhuma.

[ Interlúdio: Regras básicas de negociação

Para quem anda déjanos à frente do seu tempo, esta malta negoceia mal. Talvez não conheçam os fundamentos da economia de escala, não sei. Mas até nas cerejas a coisa funciona melhor. Vejamos, um quilo de cereja bem boa, daquelas redondamente grandes e escuras, vende-se por uns trêjeuros, na berma da estrada. Se forem comprar dois quilos, nunca paguem mais de cinco euritos. Entra porojólhos adentro, certo?

Ora, quando se trata de gajas, bem boas que sejam, como as cerejas, a coisa não é muito diferente, senhores. Se uma são duzentos, duas não são mais do que trezentos. Trezentojicinquenta, vá. 

Isto presumindo que se trata de um aluguer de curta duração. Se for uma aquisição de caráter permanente, já se percebe que não haja um grande desconto inicial, uma vez que o benefício do comprador se verificará pelas economias de escala. 

Desde logo, onde come uma, comem duas, pelo que já se poupa em víveres. Depois, porque na questão - sempre importante - da higiene, também haverá poupanças assinaláveis. Não se concebe que tomem banho à vez, por exemplo. É ambas para dentro da banheira, a esfregarem-se uma à outra, e a conta da água a encher de alegria o feliz proprietário. 

Mesmo no que toca ao guarda-roupa, aparentemente uma despesa significativa neste tipo de negociata, a coisa não tem que ser dramática. Para começar, dispensa-se a roupa interior, que não serve para nada. Bastam pois duas toilletes, usadas à vez por cada exemplar. Haja é o cuidado de escolher a fruta normalizada. Isto é, de tamanho semelhante, pois claro.

Enfim, até quando chega à fruta, esta malta parece que tem bolsos sem fundo. Gastam o que for preciso, mesmo que não seja. Só pró style, mano. ]

Shhh, escutam? Isso mesmo, nada.

São gente bem ensaiada, estes mânfios. Melhores que o Copperfield e o Luís de Matos na mesma banheira. Conseguem pôr seis milhões - ou sessenta, como preferirem - a olharem para o sistema montanhoso Montejunto/Estrela e a verem uma ninhada de hamsters amorosos.

Well, cá pra mim, uma ratazana é sempre uma ratazana. Seja lá qual for o modelo em que venha a bicha.

...

No entanto, não sei se por distração, se por ser inconveniente por algum motivo, há um lado desta pessegada que tenho visto pouco analisado. Como inconveniente é a modos que o meu nome do meio - Fulano I. Silva, digamos - partilho convosco o que me parece um ângulo da mesma importância que todos os outros. Se não maior, até.

A cortar os silêncios, temos tido as ameaças de processos por difamação, crime informático, mau estacionamento e por usar as mesmas meias dois dias seguidos. Isto é, lá estão os grunhos do Norte a conspurcar a Pátria Amada. Ainda por cima agora, que o nosso futebol é o País das Maravilhas, os nossos soldados em missão pelas Terras dos Sovietes, a economia a crescer, o desemprego a diminuir, o incêndio dominado.

Pois seja, se somos nós os mafiosos, não tenhamos pejo em retirar os mafiosos benefícios de sermos os maus da fita. Ma che cosa si può fare?

Assim, o que temos para dizer, caros senhores, é que nós sabemos.

Sim, senhor Presidente que nos ama eternamente, nós lemos as mensagens. Sim, senhores observadores impolutos, nós percebemos como se cozinham as notas e onde e com que chefes gourmet. Sim, senhores árbitros, nós sabemos onde mora a Valdineide e em que dias passam lá por casa.

Não estamos aqui para chantagear ninguém, Deusmalivre, por quem sois - nós pelo Dragão - nada disso. Fica tudinho aqui guardado e até vamos aplaudir o Vice-Ministro Costa na tribuna do verdadeiro Parlamento Nacional.

Mas somos gente, com as mesmas fraquezas de todas as pessoas. Gostamos do nosso carinho. É por isso que nos podemos irritar, se continuarmos a ser tratados como a Gata Borralheira deste vosso conto de ninar. Vá, todos conhecem o fim da história da Gata Borralheira. Aquela pá, que vivia com duas irmãs que cobravam a duzentos uma e a quatrocentos as duas.

Sim, nós sabemos o que andam a fazer há uma série de Verões. Be very afraid...

...

Passaram três semanas e está tudo na mesma. Só que não. Nem lá perto, bitches.

...


Soundtrack to cherries: Gimme some pie.

25 comentários:

  1. Nem o Marcelo comenta!
    Intrigante.

    Ganda malha sr. Silva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. However, temo que ainda venha a ser o primeiro Presidente a comentar... Está tudo a fazer as coisas pelo outro lado ;)

      Eliminar
  2. Estão todos, mas mesmo todos a combater este incêndio.:)))

    Vai haver nogociata dum SIRESP II para acabarem com o "incendiário".

    Ou então estão mesmo a estabelecer novas e criativas tarifas, acima de 400.:)))

    ResponderEliminar
  3. "O FC Porto anunciou ter entregue «toda a documentação disponível em suportes originais» sobre o denominado Caso dos Emails à Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária.

    No comunicado emitido através do site oficial, os azuis e brancos informam que o pedido partiu da própria PJ. Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, foi o responsável pela entrega dos documentos."

    A morte do mensageiro é que era importante. :))

    Tudo abafadinho. Finito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que tenham feito bastantes cópias de tudo. Só porque sim, está claro...

      Eliminar
    2. Se a Omerta for imposta pela "Lei do Regime", de nada adiantam as cópias a não ser para distribuir clandestinamente porta a porta.

      Eliminar
    3. ARgh, Omerta e "Lei" na mesma frase. Deixa-me adivinhar em que país estamos... :)
      Ainda assim, já vi regimes cairem à conta de panfletos bastante mais desinteressantes ;)

      Eliminar
  4. Caro Silva
    Amazing! Sabe se a Valdineide está livre no Sábado?
    Abraço daquele que ficou espantado quando o conheceu no Dia do Clube!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora seja muito em-vindo a esta humilde casa, o xôr José Lima. Aposto que o espanto se deveu ao facto de eu ser uma espécie de Clark Kent, com a mente de um Einsten :)
      Olhe, tive foi imenso gosto em conhecê-lo pessoalmente e espero repetir o encontro. QUe seja daqui a um ano e com sorrisos rasgados.
      Não o posso ajudar quanto à Valdineide, mas se contactar a APAF, tenho a certeza que conhecem a agenda da rapariga ;)
      Um grande abraço.

      Eliminar
  5. Escreveu Eugenio Queiroz em record a 21 de outubro de 2012

    "É extensa a lista de membros da Comissão de Honra da candidatura de Luís Filipe Vieira. Não vou detalhar muito.
    Vou apenas referir os seguintes nomes: António Correia de Oliveira, Duarte Oliveira Martins,José Vasconcellos e Sousa, Leonel Sérgio Pinto, Luís Coelho Ribeiro, Luís Óscar Morais, Manuel Jesus Carvalho,Miguel Albuquerque de Lemos, Rui Gomes Girão, José Coelho da Costa, Gonçalo Amaral e Vítor Tavares de Almeida.
    Não conhecem? É provável, são todos inspectores ou ex-inspectores da Polícia Judiciária. Um deles até integrou a Equipa Especial do Processo Apito Dourado."

    è por isto que a investigação devia ter passado para o ambito supra.nacional e é por isto que não podemos baixar a guarda, força FCP, força Fancisco J. Marques

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu cá acho que o Gonçalo Amaral pensava que estava a assinar uma petição para prenderem os pais da pequena Maddie.
      Mas sabe, António, eu já me dava por contente, que não satisfeito, se houvesse uma investigação qualquer. Regional que fosse.
      Abraço.

      Eliminar
  6. Não é por nada, mas parece-me claramente abusivo partir do princípio que "a três" é com duas gajas!
    Os cartilhados ainda se vão agarrar a isso para ferir o caso!
    E olha que não faltariam néscios a dizer amém!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não pá, não é abusivo Primeiros, porque eu não sou nenhum abusador. Depoises, porque se fosse para aturar dois árbitros, as moças não cobrariam menos do que 800. Nós para levar com um por semana já nos vemos aflitos... ;)
      Abraço.

      Eliminar
  7. O "só quero ser o menino querido do ben##ca" tem cara de quem ponha a carne toda no assador a desconto...

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Ó fulaninho, nós que ouvimos o podcast já sabemos o teu nome :-) Be very afraid as well :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Naaaa, essa malta da rádio mente. Muito. :)

      Eliminar
  9. Um ménage á trois envolvendo LFV, Rui Gomes da Silva e Pedro Guerra, quanto valerá?
    E se forem emailados, sobem de preço?
    E se forem transmitidos pela TVI (a substituir o Love On Top)???
    Coisas que um cidadão honrado deveria saber!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Blergh, ca nojo! E daí...ainda era capaz de ter piada ver o Guerra a meter o anão num refego da barriga, enquanto rebolava para cima do orelhas...

      Eliminar
  10. Ó meu rico S.João
    Chega-te cá á minha beira
    Faz o Benfica descer de divisão
    E manda prender o Vieira!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São João, meu anjinho
      Fia-te na virgem e não corras
      Mete-se a bófia no caminho
      Ainda acaba o mensageiro nas masmorras.

      Eliminar
  11. Eu bem dizia ao meu filho (que fez ontem 32 anos): "o nosso amigo Silva é brilhante, mas... quando toca à prosa. Se se mete na poesia... é uma dor d'alma!"
    Ó xôr Silva, nem uma quadrinha é capaz de produzir? Repare no raio da métrica! Todavia, não se irrite comigo, o texto que conta é o referente aos pinheiros e às cerejas, e aí, o meu amigo, mais uma vez me enche as medidas.Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de mais, parabéns ao Mesquita Júnior.
      Depois, tem o meu caro toda a razão. E olhe que eu bem a declamo de maneira a que caibam as sílabas todas, sem dar cabo do ritmo, só para me enganar. Que quer, é este Jorge Palma que há em cada um de nós, sempre a danar-se para a métrica :)
      Muito obrigado pelo cumprimento, fico todo vaidoso.
      Um grande abraço.

      Eliminar
    2. Vá lá Silva, a gente compreende. Tudo hoquei? Quer dizer, tudo ok?

      P.S. o meu herdeiro (tenho um Renault Clio, qual é o problema?), também fez anos no dia de S.João, mais concretamente 27...

      Eliminar
    3. Parabéns ao Costa Júnior também! E deixa-te de modéstias bacocas, o Clio é a parte mais pequena da herança.
      Obrigado pela compreensão :) Fazias ideia que se podia levantar uma cortina de fumo com um stick? Vai-se a ver, era uma tocha.

      Eliminar